Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1167
Título: Habitação social em Portugal : da intenção de inserção ao sentimento de exclusão
Autor: Martins, Joana Ribeiro, 1989-
Orientador: Braizinha, Joaquim, 1944-
Costa, Jorge Virgílio Rodrigues Mealha da, 1960-
Palavras-chave: Habitação social - Portugal
Política de habitação - Portugal
Data: 25-Set-2014
Resumo: O objectivo principal desta dissertação é estudar o programa SAAL – Serviço Ambulatório de Apoio Local – no contexto e evolução da habitação social em Portugal, e da sua adaptação no território urbano e inserção social. A temática habitacional, é e será sempre, um tema recorrente, tanto na sociedade como na arquitectura. A habitação é um bem essencial à vivência individual e social do ser humano, e um direito consagrado pelo Artigo 65º da Constituição da República Portuguesa: "Todos têm direito, para si e para a sua família, a uma habitação de dimensão adequada, em condições de higiene e conforto e que preserve a intimidade pessoal e a privacidade familiar". A questão da habitação social é um assunto muito delicado, uma vez que é destinado às famílias carenciadas e com baixos recursos económicos, sendo este o único suporte facultado, na tentativa de ter uma habitação com melhores condições. O conceito de habitação social, não pode ser apenas traduzido, na atribuição de casas, para o alojamento de famílias sem capacidade financeira de dquirir uma casa no mercado. É necessário pensar na sua correcta inserção no ambiente urbano, de modo a não serem meramente conjuntos habitacionais segregados que colocam um rótulo nos seus moradores, contribuindo para a sua marginalização, diferenciação e segregação. Os primeiros passos, no âmbito da habitação social, são dados com o Estado Novo, no entanto só depois da revolução de 25 de Abril e com o programa SAAL é que se observam verdadeiras mudanças no domínio das políticas e estratégias de habitação. Das várias práticas e políticas de habitação social realizadas em Portugal, o SAAL, caracteriza-se como uma das mais interessantes experiências, pelas condições socioculturais e políticas em que surgiu. O SAAL, torna-se um marco da história da arquitectura portuguesa, não só pelas inovadoras práticas arquitectónicas e integração desses bairros na idade, mas também, porque pela primeira vez, estamos perante um processo que implica o envolvimento e empenho das populações na construção da sua habitação.
Descrição: Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2014
Exame público realizado em 24 de Setembro de 2014
URI: http://hdl.handle.net/11067/1167
Tipo de Documento: Dissertação de Mestrado
Aparece nas colecções:[ULL-FAA] Dissertações

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
mia_joana_martins_dissertacao.pdfDissertação15,51 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.