Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/11067/1008
Título: Constitutional power and legitimacy in the political evolution of Southern Africa
Autor: Thomashausen, André
Palavras-chave: Direito constitucional - África
África - Política e governo
Data: 23-Jul-2014
Resumo: A elaboração de constituições na África pós-colonial mostra que as constituições resultantes de negociações ou pactos foram o modelo preferido e mais bem sucedido do processo, uma vez que o primeiro período da constituição estadual de partido único terminou, no início dos anos noventa. A competição política para a posse da legalidade constitucional é evidente no processo constitutivo da África do Sul, na Alemanha pós-II Guerra Mundial, em Portugal e Angola. Em África, os princípios de liderança tradicional africana, continuam a permear o Estado de direito, resultando num sistema de partido predominante. O exemplo mais recente da Constituição angolana mostra uma crescente afinidade com o modelo de liderança chinesa. O futuro do constitucionalismo em África é cada vez mais favorável às formas de representação democrática piramidais em vez de formas multi-polares.
Descrição: Lusíada. Política internacional e segurança. - ISSN 1647-1342. - S. 1, n. 3 (2010). - p. 43-61.
URI: http://hdl.handle.net/11067/1008
ISSN: 1647-1342
Tipo de Documento: Artigo
Aparece nas colecções:[ULL-FCHS] LPIS, n. 03 (2010)

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
LPIS_n3_3.pdf196,51 kBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpaceOrkut
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.