Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/11067/4531
Title: The Academic Performance Stages of Change Inventory (APSCI): An application of the Transtheoretical Model to academic performance
Author: Moreira, Paulo Alexandre Soares
Moreira, Fátima
Cunha, Diana
Inman, Richard A.
Keywords: Modelo Transteórico
estágios de mudança
desempenho académico
psicométricos
Estágios desempenho académico de alteração de inventário
Issue Date: 2018
Publisher: Taylor & Francis Online
Abstract: Abstract: The Transtheoretical Model (TTM) conceptualizes change as a process with five identifiable stages. Each stage has psychological characteristics that are manifestations of an underlying continuum of change. Surprisingly few studies have applied the TTM to understand the process involved with academic development. The objective of this study was to assess a new instrument designed to measure the stages of change in the development of academic performance: the Academic Performance Stages of Change Inventory (APSCI). High-school students (N = 564) were sampled from the 10th, 11th, and 12th grades of a secondary school in Portugal. Results showed that a correlated five-factor structure, corresponding to the five stages of change, had good empirical fit. The latent factors of this model (stages) were shown to have the same meaning across school grade and gender. We concluded that the five APSCI subscales had reasonable internal consistency considering the small number of items per factor. Students in the later stages of change tended to have better academic performances and to be more engaged in school than those in the earlier stages, particularly the precontemplation stage. This study provides good preliminary evidence that the APSCI is a suitable tool for assessing stages of change of academic performance.
Resumo: O Modelo Transteórico (MTT) conceptualizes mudança como um processo com cinco estágios identificáveis. Cada fase tem características psicológicas que são manifestações de um contínuo subjacente de mudança. Surpreendentemente poucos estudos têm aplicado o TTM para entender o processo envolvido com o desenvolvimento acadêmico. O objetivo deste estudo foi avaliar um novo instrumento concebido para medir os estágios de mudança no desenvolvimento de desempenho acadêmico: os estágios desempenho acadêmico de alteração de inventário (APSCI). Estudantes do ensino médio ( N = 564) foram amostrados a partir do 10, 11, e as notas 12 de uma escola secundária em Portugal. Os resultados mostraram que uma estrutura de cinco fator correlacionada, correspondendo às cinco fases de mudança, tinha bom ajuste empírica. Os fatores latentes deste modelo (estágios) foram mostrados para ter o mesmo significado em todo o ano de escolaridade e sexo. Concluiu-se que os cinco sub-escalas APSCI tinha consistência interna razoável considerando o pequeno número de itens por fator. Estudantes em fases posteriores da mudança tendiam a ter melhores desempenhos acadêmicos e para ser mais engajados na escola do que aqueles nas fases anteriores, particularmente o estágio de pré-contemplação. Este estudo fornece uma boa evidência preliminar de que a APSCI é uma ferramenta adequada para avaliar os estágios de mudança de desempenho acadêmico.
Description: Corresponding author:Paulo A. S. Moreira, Pg. D., Instituto de Psicologia e de Ciências da Educacão, Universidade Lusíada—Norte (Porto), Porto, Portugal, Centro de Investigação em Psicologia para o Desenvolvimento, CIPD, Porto, Portugal paulomoreira@por.ulusiada.pt
URI: http://hdl.handle.net/11067/4531
Other Identifiers: https://doi.org/10.1080/21683603.2018.1530158
Document Type: Article
Appears in Collections:[ULP-IPCE] Artigos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
artigo.pdf1,01 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex mendeley Endnote Logotipo do DeGóis Logotipo do Orcid 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.